English | Español

O quilombo é um avanço, é produzir ou reproduzir um momento de paz. Quilombo é um guerreiro quando precisa ser um guerreiro. E também é o recuo se a luta não é necessária. É uma sapiência, uma sabedoria. A continuidade de vida, o ato de criar um momento feliz, mesmo quando o inimigo é poderoso, e mesmo quando ele quer matar você. A resistência. Uma possibilidade nos dias da destruição.

Maria Beatriz Nascimento

A partir do próximo dia 8 de agosto, e até 4 de dezembro, todas as quintas-feiras, às 18 horas, o grupo de pesquisa Laboratório de Etnomusicologia, em parceria com o grupo de pesquisa NEGÔ e a Escola B, da Plataforma BATEKOO, promovem a série/espaço Quilombo do Pensamento Negro.

Colocando nos espaços formativos, e principalmente nas universidades, o pensamento negro africano e diaspórico como conhecimento válido enquanto epistemologia, a realização dos 18 encontros com pensadoras negras e pensadores negros visa eclodir a grande produção de conhecimento existente produzido pela negritude.

Compreendendo que o rolê é da coletividade, o grupo torna essa ação pública e em rede, pelo aspecto que muitas vozes, sujeitos e forças estarão imbricados nela, levando em conta o que sinaliza Mel Duarte “Queremos mais que reparação histórica, ver os nossos em evidência e isso não é um pedido”.

Para os periferados, diaspóricos, atlânticos, negros/as em resiliência, aquilombar é uma possibilidade em dias de destruição. Assim, o objetivo do Quilombo do Pensamento Negro é o de estudar, mergulhar, refletir, debater sobre a produção epistemológica da negritude africana e afrodiaspórica, com vias de construir um quilombo em nós, por nós e com nós.

Entre os convidados, encontram-se os pesquisadores Fernanda Felisberto, Jonathan Raymundo, Antonieta Adão, Jorge Vasconcellos, Wallace Lopes, Sílvia Barros, Renato Noguera, Rodrigo França, Hélio Menezes, Luciene Lacerda, Marina Mattos, Janaína Damasceno, Samuel Lima, Roberto Borges e demais pares compromissados com o nosso Quilombo.

Quilombo do Pensamento Negro
Encontro mensal - palestras - discussões
Escola de Música da UFRJ – Prédio III
Edifício Ventura* – Av. República do Chile, 330, Torre Leste – 21o. Andar
Centro – Rio de Janeiro – RJ
CEP 20031-370

* É necessário o comparecimento com pelo menos 20 minutos de antecedência do horário marcado, para retirada do crachá na portaria; para usar os elevadores, é preciso digitar o número 21 e apertar a tecla confirma; é vedada a entrada no edifício de visitantes trajando bermuda e/ou chinelos.



Escrito por PPGM-UFRJ

Programa de Pós-Graduação em Música da UFRJ

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s