Português | English | Español

Reunida por via remota no dia 27 de maio de 2020, uma Comissão de Avaliação constituída especialmente para este fim deliberou sobre a seleção da Tese de Doutorado que deverá representar o Programa de Pós-Graduação em Música da UFRJ na 15ª edição do Prêmio CAPES de Tese. O prêmio será outorgado às melhores teses de doutorado defendidas no Brasil no ano de 2019, em cada uma das áreas de avaliação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).

Constituída por dois professores de cada uma das Linhas de Pesquisa do programa e por membro externo à UFRJ, a comissão contou com a participação dos professores João Miguel Freire, Sergio Alvares, Samuel Araújo, Regina Meirelles, Maria Alice Volpe, João Vidal, Marcos Nogueira, Pauxy Gentil-Nunes, Paulo Sá, Paula da Matta e, como convidado externo, do professor Paulo Castagna (UNESP).

Inscreveram-se no processo seletivo para indicação ao prêmio dez autores recém-doutores, de três Linhas de Pesquisa do programa, cujos trabalhos foram analisados pela comissão à luz dos critérios estabelecidos pelo edital da CAPES: originalidade, relevância para o desenvolvimento científico, tecnológico, cultural e social, e caráter inovador. A qualidade geral das Teses de Doutorado, como destacado por membros da comissão, revelou não apenas o atendimento de tais critérios, como também consistentes contribuições teóricas e metodológicas à Pesquisa em Música.

Como destacado pelo professor João Vidal, coordenador do programa e presidente da sessão, o momento marca a conclusão de um importante ciclo no desenvolvimento do PPGM-UFRJ, ou seja do processo de implantação do curso de Doutorado no programa em 2015, fruto do esforço coletivo do corpo docente do programa e do empenho dos dois professores que o antecederam na função, os ex-coordenadores Marcos Nogueira e Pauxy Gentil-Nunes.

A partir das indicações dos membros da comissão, foi eleita como representante do PPGM-UFRJ no Prêmio CAPES a Tese de Doutorado A teoria do domínio sonoro de André Codeço dos Santos, com orientação do professor Liduino Pitombeira de Oliveira. A tese, desenvolvida na Área de Processos Criativos, Linha de Pesquisa Poéticas da Criação Musical, e no âmbito do Grupo de Pesquisa MusMat, contou com a coorientação dos destacados professores Carlos Eduardo Mathias Motta (UFF) e Robert Peck (Louisiana State University).

Como definido pelo autor, sua pesquisa coloca-se “ao lado de tantas outras na tentativa de descrever padrões essencialmente musicais através da linguagem matemática”, baseando-se para tal em ponto comum percebido nas abstrações de música e matemática: “a primeira reconhece padrões no universo e os descreve; a segunda engendra os princípios que instituem padrões (…) Nesse sentido, a música está mais próxima da organização subjetiva de padrões e a matemática está mais próxima de uma possível linguagem que identifica padrões e os descreve”.

É a partir disso que Codeço dos Santos formula a hipótese de que “um entendimento singular a respeito do tempo como dimensão da realidade, e que pode ser aplicado no ambiente musical, revele mecanismos matemáticos originais e conhecidos que reconheçam e descrevam padrões musicais”, denominando a mesma hipótese Teoria do Domínio Sonoro, cujo estabelecimento torna-se o objetivo central da pesquisa.

Situada na esfera da Teoria e Análise Musical, aproximando os campos da Música e da Matemática, o trabalho de Codeço dos Santos atendeu aos critérios do Prêmio CAPES de Tese 2020, apresentando as características de inovação teórica e metodológica, originalidade e relevância para o desenvolvimento científico, tecnológico, cultural e social. Destacados pela Comissão, ainda, sua profundidade e sofisticação, seu caráter inovador e seu potencial impacto na Área de Música.

O PPGM-UFRJ faz votos de sucesso a Codeço dos Santos, agradecendo todos aqueles direta e indiretamente envolvidos na consolidação do Doutorado em Música no programa e parabenizando, muito especialmente, não apenas o aluno (hoje egresso), mas também orientador e coorientadores de A teoria do domínio sonoro.

O trabalho está disponível em http://tiny.cc/niiloz.

Escrito por PPGM-UFRJ

Programa de Pós-Graduação em Música da UFRJ

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s