A técnica da permutação e a construção da performance no movimento Vento Solar das Cartas Celestes XV de Almeida Prado

A técnica da permutação e a construção da performance no movimento Vento Solar das Cartas Celestes XV de Almeida Prado 📄
Aleyson Mariano Scopel | Ana Paula da Matta Machado Avvad

Resumo: O presente trabalho tem como objetivo o estudo do movimento Vento Solar, das Cartas Celestes XV (2009) para piano, escritas por Almeida Prado (1943-2010). Compostas por 18 obras, das quais 15 para piano, as Cartas Celestes são consideradas pelo próprio compositor uma das obras mais importantes de sua carreira. O trabalho apresenta um estudo da construção do movimento em questão, que emprega sobretudo a técnica da permutação de células motívicas, remanescente dos ensinamentos obtidos com o compositor Olivier Messiaen (1908-1992). Apresenta ainda algumas breves considerações para a execução pianística, buscando compreender o discurso musical e levantar soluções técnico-interpretativas.

Palavras-chave: Cartas Celestes. Almeida Prado. Piano. Práticas Interpretativas.