Análise harmônica em alto nível da integral dos Corais de J. S. Bach

Análise harmônica em alto nível da integral dos Corais de J. S. Bach 📄
Claudia Usai | Noel Nascimento | Igor Chagas | Igor Bacelar | Carlos Almada

Resumo: Este artigo apresenta a estrutura e resultados parciais de uma pesquisa em Iniciação Científica em andamento. A presente iniciativa tem como objetivo essencial identificar a ocorrência de padrões de configurações tonais na integral dos 371 corais a quatro vozes compostos por Bach. Para tal finalidade, é empregado um programa computacional especialmente desenvolvido para a tarefa, denominado Chorale, que efetua análise harmônica em alto-nível (ou seja, considerando apenas as relações tonais) de um coral bachiano formatado como arquivo MIDI. Criado a partir da combinação de referências teóricas, como os conceitos de “caminho tonal” (LERDAHL, 2001) e “regiões” (SCHOENBERG, 1969), e de uma metrificação de distâncias tonais baseada em um estudo empírico cognitivo (KRUMHANSL, 1983), Chorale produz um gráfico de contorno que evidencia a trajetória do planejamento tonal adotado pelo compositor em cada peça analisada. O artigo apresenta ainda um levantamento estatístico referente aos 100 primeiros corais examinados, visando a contribuir para a expansão do conhecimento sobre os procedimentos de Bach relacionados à construção harmônica.

Palavras-chave: Corais de Bach. Análise harmônica em alto-nível. Regiões. Caminho tonal. Análise assistida por computador.