Biblioteca Alberto Nepomuceno

Estrutura física

A Biblioteca Alberto Nepomuceno (BAN) situa-se no Prédio I da Escola de Música da UFRJ, Rua do Passeio, 98, Centro. Ocupa três salões do Prédio, cada um com 80 m², com 60 m² para a recepção e espaço para consultas e o restante para a acomodação do patrimônio.

O Prédio data de 1848 e seu acervo é um dos mais importantes da América Latina, constituindo-se de documentos, partituras, livros e registros fonográficos, históricos, muitos deles raros ou mesmo únicos. Desde 2015, o acesso físico à Biblioteca está restrito, devido a problemas estruturais no Prédio, que está passando, por outro lado, por um profundo processo de reforma.

Ainda assim, todo o processamento técnico encontra-se automatizado e o catálogo está disponível para consulta na base de dados dos registros bibliográficos das bibliotecas da UFRJ, a Base Minerva.

Objetivos

Como alguns de seus objetivos principais estão:

a) suporte aos programas de ensino, pesquisa e extensão da Universidade;
b) políticas de preservação de acervos;
c) implementação de políticas de desenvolvimento de coleções;
d) gerenciamento da Base de Dados Minerva, proporcionando a permanente manutenção do servidor hospedeiro;
e) divulgação da produção científica da UFRJ.

Acervo

O volume do acervo disponível para consulta (obras catalogadas na base e processadas manualmente) constitui-se aproximadamente de:

a) 60.000 partituras impressas;
b) 7.000 partituras manuscritas;
c) 20.000 documentos históricos (arquivos pessoais, programas de concerto, acervo iconográfico);
d) 8.000 livros e teses;
e) 17.000 fascículos de periódicos;
f) Periódicos correntes (25 títulos nacionais e 38 títulos estrangeiros);
g) Periódicos não correntes (114 títulos nacionais e 138 títulos estrangeiros);
h) 17.272 fascículos;
i) 345 títulos de periódicos através do Portal da CAPES;
j) Acesso às bases RILM Abstracts of Music Literature, Grove Music Online e Oxford Dictionary of Music.

A BAN oferece a seus usuários serviços de digitalização de obras, comutação bibliográfica e empréstimo entre bibliotecas. O acervo da BAN vem sendo sistematicamente atualizado e recebeu um aporte significativo no último triênio. A aquisição de novos títulos tem sido regular, desde então.

Projetos e interfaces

Em recente parceria com a DocPro-Bibliotecas Virtuais, 3.500 páginas do acervo da BAN foram digitalizadas, dentre obras raras, partituras manuscritas, documentos históricos e fotografias, nascendo assim a Biblioteca Digital da Escola de Música da UFRJ. A Biblioteca Digital vem sendo agora ampliada, a partir do acordo de colaboração com a Universidade de Chicago, através da Mellon Foundation, recebendo a doação de equipamentos para digitalização de manuscritos do seu acervo. Todo o acervo referente àquele acordo já foi digitalizado e em breve estará disponível na nova página eletrônica da BAN.

Além disso, a Biblioteca recebe regularmente doações de acervos variados e todo tipo de contribuição em termos de documentação musical. Em 2011, a BAN festejou a chegada dos acervos da musicóloga Cleofe Person de Matos e dos compositores José Siqueira e Baptista Siqueira. A BAN está conectada permanentemente à rede mundial de computadores e disponibiliza aos usuários 12 computadores para acesso às bases de dados.

O Programa conta ainda com os recursos do Sistema de Bibliotecas e Informação da UFRJ SiBI, que coordena as ações de integração das bibliotecas à realidade educacional e administrativa da universidade. O sistema implementa políticas de planejamento, fomento à pesquisa, gerenciamento de tecnologias e desenvolvimento de acervos e serviços de informação.

O acesso remoto é um serviço oferecido aos alunos de pós-graduação, professores e demais servidores da UFRJ. Com este acesso os usuários podem pesquisar no Portal de Periódicos CAPES e demais assinaturas mantidas pela Instituição fora do campus. Além disso, a rede de bibliotecas da UFRJ recebe cópias de teses e dissertações para depósito legal na Central de Memória Acadêmica (obrigatório para unidades de ensino) e nas bibliotecas de unidades (opcional para alunos), havendo ainda a possibilidade de disponibilização dos trabalhos acadêmicos para acesso livre na Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da UFRJ.