Composição de Cinco Mulheres a partir da modelagem sistêmica do Prelúdio n° 1 para piano de Claudio Santoro

Composição de Cinco Mulheres a partir da modelagem sistêmica do Prelúdio no 1 para piano de Claudio Santoro 📄
Rodrigo Pascale | Claudia Usai | Max Kühn | Liduino Pitombeira

Resumo: Este trabalho tem como objetivo a realização do planejamento composicional do primeiro movimento de Cinco Mulheres, para flauta, oboé e fagote, utilizando como procedimento metodológico a modelagem sistêmica do Prelúdio n.1, para piano, de Claudio Santoro (1919-1989). A modelagem sistêmica (MORAES, PITOMBEIRA, LIMA, CASTRO-LIMA, MESQUITA, OLIVEIRA, SILVA, USAI e KÜHN, 2011, 2012, 2013, 2014, 2015 e 2016) é uma metodologia através da qual se propõe um sistema composicional hipotético a partir de estratégias analíticas, nas quais se identificam objetos e relações de uma determinada obra. No caso específico do Prelúdio n.1, utilizaremos a análise harmônica, melódica e formal em níveis micro e macroestrutural a fim de produzir uma série de diagramas e declarações formalizadas sobre a obra de Santoro. Como resultado desta pesquisa, podemos enumerar: a proposição de um modelo sistêmico para o Prelúdio n.1, de Santoro, o que nos permitiu uma maior compreensão do funcionamento estrutural da obra e, além disso, a criação de uma obra original que, apesar de seu contraste estético com o modelo, apresenta, com esse, similaridade em níveis arquetípicos. Um resultado adicional à pesquisa foi a proposição de doze novas operações neoriemannianas encapsuladas.

Palavras-chave: Modelagem sistêmica. Sistemas composicionais. Planejamento composicional.