Construção formal em Villa-Lobos e as Cirandas (1926)

Construção formal em Villa-Lobos e as Cirandas (1926) 📄
Márcia Hallak Martins da CostaVetromilla

Resumo: O presente trabalho tem o objetivo de mostrar como Mário de Andrade acredita ter motivado Villa-Lobos a compor as Cirandas (1926) para piano, provocando-o diante da constatação de sua dificuldade de construção formal. Discute-se em que medida o uso do folclore ajudou Villa-Lobos a organizar os elementos musicais. São registrados depoimentos de compositores, intérpretes e do próprio Mário de Andrade, destacando-se os presentes no Ensaio sobre a Música Brasileira de 1928, com o fim de incrementar a discussão sobre forma musical numa nova perspectiva.

Palavras-Chave: HeitorVilla-Lobos. Forma musical. Cirandas. Mario de Andrade.