Editais 2020 – Bibliografia (Prova Dissertativa Geral)

(Os arquivos em formato PDF relativos aos excertos listados podem ser solicitados, após a inscrição, pelo e-mail posgraduacao@musica.ufrj.br)

MESTRADO

  1. COSTA LIMA, Paulo. Composicionalidade: teoria e prática do compor no horizonte da atualidade. In: Volpe, Maria Alice. Teoria, crítica e música na atualidade – Série Simpósio Internacional de Musicologia da UFRJ. UFRJ, 2011. v. 1, p. 117-132.
  2. DIAS, Juliana Braz. Sentimentos Vividos: experiências com a música caboverdiana. Música e Cultura, v. 5, p. 1-12.
  3. FERRAZ, Silvio E PADOVANI, José Henrique. Proto-história, evolução e situação atual das técnicas estendidas na criação muiscal e na performance. Música Hodie, 2011, v. 11, n. 2, p. 11-35.
  4. MACHADO NETO, Diósnio. Em torno da Musicologia brasileira: ensaio sobre a relação com a análise musical. In: ROCHA, Edite, BAÊTA ZILLE, José Antônio (orgs.). Musicologia[s] – Série Diálogos com o Som. Barbacena: EdUEMG, 2016, v. 3, p. 99-112.
  5. NARITA, F. M. Em busca de uma educação musical libertadora: modos pedagógicos identificados em práticas baseadas na aprendizagem informal. Revista da Associação Brasileira de Educação Musical, dezembro de 2015, v. 23, n. 35.

DOUTORADO

  1. ALLSUP, R. E. Mutual learning and democratic action in instrumental music education. Journal of Research in Music Education, Apr 2003, v. 11, n. 1.
  2. NATTIEZ, Jean-Jacques e Ellis, Katharine. Can one speak of narrativity in Music? Journal of the Royal Musical Association (1990) v. 115, no. 2, p. 240-257.
  3. NETTL, Bruno. What Are the Great Discoveries of Your Field? Informal Comments on the Contributions of Ethnomusicology. Musicological Annual L1/2 (2015).
  4. WEGMAN, Rob. Historical musicology is still possible? In: The cultural study of music: a critical introduction. New York/London: Routledge, 2003, pp. 136-145.
  5. WHITTALL, Arnold. Composer–performer collaborations in the long twentieth century. In: CLARKE, Eric F. and DOFFMAN, Mark. Distributed Creativity: Collaboration and Improvisation in Contemporary Music. New York: Oxford University, 2017, p. 21-36.