Editais 2022 – Bibliografia (Prova Dissertativa Específica)

(Os arquivos PDF dos textos listados podem ser solicitados pelo e-mail posgraduacao@musica.ufrj.br)

MESTRADO

ARTIGOS CIENTÍFICOS EM INGLÊS

Área: Educação Musical – Linha: Música, Educação e Diversidade

  1. BATES, Vincent C. Foreword: How can music educators address poverty and inequality? Action, Criticism, and Theory for Music Education, v. 15, n. 1, 2016, p. 1-9. Disponível em: act.maydaygroup.org/articles/Bates15_1.pdf Acesso em 15 Abr. 2022.

Área: Musicologia – Linha: Etnografia das Práticas Musicais

  1. EMIELU, Austin. Tradition, Innovations, and Modernity in the Music of the Edo of Nigeria: Toward a Theory of Progressive Traditionalism. Ethnomusicology, v. 62, n. 2, 2018, p. 206–29.

Área: Musicologia – Linha: História e Documentação da Música Brasileira e Ibero-americana

  1. MAGALDI, Cristina. Music for the Elite: Musical Societies in Imperial Rio de Janeiro. Latin American Music Review / Revista de Música Latinoamericana, v. 16, n. 1, 1995, p. 1-41.

Área: Processos Criativos – Linha: Poéticas da Criação Musical

  1. GUIGUE, Didier. The Function of Orchestration in Serial Music: The Case of Webern’s Variations Op. 30 and a Proposal of Theoretical Analysis. MusMat – Brazilian Journal of Music and Mathematics, v. 2, n. 1, 2018, p. 114-138.

Área: Processos Criativos – Linha: Práticas Interpretativas e seus Processos Reflexivos

  1. BRUFORD, Bill. A breed apart and a breed below: creative music performance and the expert drummer. Popular Music, v. 39, n. 2, 2020, p. 312-331.

DOUTORADO

ARTIGOS CIENTÍFICOS EM INGLÊS

Área: Educação Musical – Linha: Música, Educação e Diversidade

  1. HAYCOCK, J.; ANDERSON, D. L. (2006). Transforming skills: popular music, adult education and learning for social change. In KELL P. (ed.). Proceedings of the Australian Vocational Education and Training Research Association (AVETRA) 9th Annual Conference, 2006, p. 1-11.

Área: Musicologia – Linha: História e Documentação da Música Brasileira e Ibero-americana

  1. TARUSKIN, Richard. The poietic fallacy. The Musical Times, v. 145, n. 1886, 2004, p. 7-34.

Área: Processos Criativos – Linha: Poéticas da Criação Musical

  1. EDWARDS, Michael. Algorithmic Composition: Computational Thinking in Music. Communications of the ACM, v. 54, n. 7, 2011, p. 58-67.

Área: Processos Criativos – Linha: Práticas Interpretativas e seus processos reflexivos

  1. O’NEILL, S; SLOBODA, J. Responding to performers: listeners and audiences. In: RINK, J.; GAUNT, H.; WILLIAMON, A. Musicians in the Making: pathways to creative performance. Nova York: Oxford University Press, 2017. p. 322-340.

TEXTOS EM IDIOMAS ALTERNATIVOS

Área: Educação Musical – Linha: Música, Educação e Diversidade – Projeto: Musicalidade Abrangente na pós-modernidade

  1. GARCÍA-PEINAZO, D. El análisis musical y los estudios sobre música popular urbana: de la doble negación a la educación en las discrepancias participatorias. Revista Internacional de Educación Musical, v. 7, n. 1, 2019 p. 45-55. Disponível em: https://journals.sagepub.com/doi/full/10.1177/2307484119878636 Acesso em 15 Abr. 2022.

Área: Musicologia – Linha: História e Documentação da Música Brasileira e Ibero-americana – Projeto: Patrimônio Musical: práticas, representações e políticas públicas

  1. CAMPOS, Rémy; DONIN, Nicolas; KECK, Frédéric. Musique, musicologie, sciences humaines: sociabilités intellectuelles, engagements esthétiques et malentendus disciplinaires (1870-1970). Revue d’Histoire des Sciences Humaines, v. 14, n. 1, 2006, p. 3-17. Disponível em: https://www.cairn.info/revue-histoire-des-sciences-humaines-2006-1-page-3.htm Acesso em 13 Abr. 2022.

Área: Processos Criativos – Linha: Poéticas da Criação Musical – Projeto: Desenvolvimento de sistemas composicionais

  1. MERIDAN, Lissa. Modélisation de l’œuvre musicale: une approche systémique de l’analyse musicale. Journées d’Informatique Musicale (JIM2020), 2020. Disponível em: https://hal.archives-ouvertes.fr/hal-03362938 Acesso em 13 Abr. 2022.

Área: Processos Criativos – Linha: Práticas Interpretativas e seus processos reflexivos – Projeto: Performance e sonoridade coral, com ênfase no repertório coral composto a partir de 1950

  1. MAILHOT, Bastien. Les enfants de chœur de 1790. Quel avenir pour une génération sacrifiée? Siècles, v. 45, 2018. Disponível em: http://journals.openedition.org/siecles/3406 Acesso em 15 Abr. 2022.