Henrique Alves de Mesquita, o tango e o contexto do Rio de Janeiro

Henrique Alves de Mesquita, o tango e o contexto do Rio de Janeiro 📄
Fábio Guedes Nin Ferreira.

Resumo: Este artigo concentra-se no simbolismo contido no surgimento de um assim denominado tango brasileiro, no contexto do Rio de Janeiro do século XIX, articulando-o com o contexto latino-americano do período. A gênese desta forma no Brasil pode ser entendida no âmbito de um processo maior, que consiste na crescente execução pública de manifestações de ascendência afro-brasileira, como jongos, cateretês e batuques, além do próprio tango. Todas as fontes disponíveis até o momento nos levam a Henrique Alves de Mesquita, compositor e maestro, que na sua condição de músico com formação acadêmica, porém simultaneamente conhecedor das formas populares, nos legou as primeiras obras com indicação expressa de “tango brasileiro” na partitura.

Palavras-chave: Tango. Mesquita. Cuba. Afro-brasileiro.