Inscrições em disciplinas 2021-1

AGENDA

Inscrições para alunos matriculados no Mestrado e Doutorado (SIGA) – 17/04/2021 a 27/04/2021

Inscrições para alunos externos em regime especial (inscrição online) – 28/04/2021 a 30/04/2021

Formulário de inscrição para alunos externos em regime especial, disponível de 28 a 30/04/2021 – clique aqui: 🔗

* As disciplinas obrigatórias oferecidas para alunos externos em regime especial terão apenas as suas cargas horárias aproveitadas em eventuais equivalências de disciplinas. Ou seja, caso haja matrícula posterior, elas deverão ser cursadas novamente durante a vigência da matrícula oficial no curso.

Início das aulas – 03/05/2021

DISCIPLINAS

Seminários de Educação Musical II (MUD 732). Prof. João Miguel Bellard Freire. Quartas-feiras, 14:00 às 17:00, em formato remoto (10 vagas). Disciplina obrigatória para os alunos do curso de Mestrado do PPGM-UFRJ vinculados à linha Música, Educação e Diversidade, aberta para alunos de outras linhas e alunos externos em regime especial em caso de disponibilidade de vagas – consulte a agenda no início da página. ➤ Revisão crítica de literatura da área de Educação Musical, direcionada para as dissertações de mestrado, a partir de tópicos específicos que funcionarão como eixos temáticos, de forma a contemplar as pesquisas em andamento.

Seminários de Musicologia II (MUD 722). Prof. Jonas Lana. Terças-feiras, 9:00 às 12:00, em formato remoto (10 vagas). Disciplina obrigatória para os alunos do curso de Mestrado do PPGM-UFRJ da área de Musicologia e aberta para alunos externos em regime especial em caso de disponibilidade de vagas – consulte a agenda no início da página. ➤ Estudo dos quadros teóricos e metodológicos em seus desdobramentos nas tendências recentes da musicologia internacional e suas repercussões na musicologia brasileira.

Seminários de Processos Criativos II (MUD 702). Prof. Liduino Pitombeira. Sextas-feiras, 14:00 às 17:00, em formato remoto (10 vagas). Disciplina obrigatória para os alunos do curso de Mestrado do PPGM-UFRJ da área de Processos Criativos e aberta para alunos externos em regime especial em caso de disponibilidade de vagas – consulte a agenda no início da página. ➤ Estudo dos quadros teóricos e metodológicos da pesquisa em composição musical e práticas interpretativas e sua aplicabilidade nos trabalhos desenvolvidos pelos alunos. Leituras orientadas que contemplem os tópicos específicos das dissertações dos participantes.

Seminários Avançados de Educação Musical II (MUD 832). Prof. Sérgio Alvares. Quartas-feiras, 17:00 às 20:00, em formato remoto (10 vagas). Disciplina obrigatória para alunos da área de Educação Musical do curso de Doutorado do PPGM-UFRJ e alunos externos em regime especial em caso de disponibilidade de vagas – consulte a agenda no início da página. ➤ Interlocução entre os pesquisadores da área de concentração Educação Musical, propiciando um debate sobre sua fundamentação teórica, conceitual e metodológica, bem como sobre os diversos suportes bibliográficos das linhas e projetos de pesquisa a ela vinculados e os diálogos com outras áreas do conhecimento, tais como Ciências da Saúde, Etnomusicologia e Humanidades, que possam contribuir para a reflexão e enriquecimento da área. A disciplina será ministrada necessariamente em regime compartilhado por docentes das respectivas linhas de pesquisa da área e/ou por convidados de outras instituições.

Seminários Avançados de Musicologia II (MUD 802). Profs. Samuel Araújo e José Alberto Salgado. Sextas-feiras, 9:00 às 12:00, em formato remoto (10 vagas). Disciplina obrigatória para alunos da área de Musicologia do curso de Doutorado do PPGM-UFRJ e alunos externos em regime especial em caso de disponibilidade de vagas – consulte a agenda no início da página. ➤ Mapeamento das questões críticas da pesquisa em Musicologia, com ênfase nas tendências recentes, refletindo sobre os problemas teórico-conceituais e metodológicos dos discursos sobre a música de diversas tradições. O debate privilegia autores e textos representativos de diversas abordagens da pesquisa na área, visando intensificar a interlocução entre questões históricas, antropológicas, sociológicas, teóricas, analíticas e críticas, evidenciando as principais tendências e correntes de pensamento das subáreas em questão e suas respectivas inter-relações. Interlocução entre os pesquisadores da área de concentração Musicologia, propiciando um debate sobre sua fundamentação teórica, conceitual e metodológica, bem como sobre os diversos suportes bibliográficos das linhas e projetos de pesquisa a ela vinculados. A disciplina será ministrada necessariamente em regime compartilhado por docentes das respectivas linhas de pesquisa da referida área de concentração e/ou convidados de outras instituições.

Seminários Avançados em Processos Criativos II (MUD 804). Prof. Pauxy Gentil-Nunes. Participação do prof. Pedro Bittencourt e professores externos convidados. Quartas-feiras, 14:00 às 17:00, em formato remoto (10 vagas). Disciplina obrigatória para alunos da área de Processos Criativos do curso de Doutorado do PPGM-UFRJ e alunos externos em regime especial em caso de disponibilidade de vagas – consulte a agenda no início da página. ➤ Mapeamento das questões críticas da pesquisa em Processos Criativos, com ênfase nas tendências recentes, refletindo sobre os problemas teórico-conceituais e metodológicos dos discursos sobre a música de diversas tradições. O debate privilegia autores e textos representativos de diversas abordagens da pesquisa em criação e performance musical, interpretação, escuta, sonologia e tecnologia musical, desde sua concepção, realização e recepção até sua tradução como produto audiovisual e bibliográfico de natureza científica.

Educação Musical na Diversidade (Tópicos Especiais em Educação Musical I – MUD 835). Profa. Thelma Alvares. Quartas-feiras, 14:00 às 17:00, em formato remoto (10 vagas). Disciplina optativa para alunos matriculados nos cursos de Mestrado ou Doutorado do PPGM-UFRJ e alunos externos em regime especial em caso de disponibilidade de vagas – consulte a agenda no início da página. ➤ As questões centrais da disciplina são: 1) Como promover as trocas transdisciplinares entre arte, educação, produção cultural e saúde?; 2) De que forma a educação musical e as artes podem contribuir com as ações de transformação social em prol da diversidade humana? 3) De que forma a pesquisa em Educação Musical pode atender à demanda de ampliação da participação acadêmica da Universidade nos movimentos e ações que visam à inserção social de pessoas em vulnerabilidade/risco social? As principais abordagens e procedimentos metodológicos discutidos envolvem ações de observação participante e seus instrumentos de coleta de dados. As principais concepções teóricas que norteiam a disciplina são as teorias da motivação na aprendizagem musical, o pensamento de Paulo Freire, que entende educação como meio de transformação e de afirmação do indivíduo, e os três princípios de ação para educação musical de Swanwick.

A Música de Tradição Oral no Brasil (Tópicos Especiais em Musicologia I – MUD824). Profa. Regina Meirelles. Quintas-feiras, 14:00 às 17:00, em formato remoto (10 vagas). Disciplina optativa para alunos matriculados nos cursos de Mestrado ou Doutorado do PPGM-UFRJ e alunos externos em regime especial em caso de disponibilidade de vagas – consulte a agenda no início da página. ➤ Análise das questões que definem a música de tradição oral no contexto sócio-cultural brasileiro; as articulações históricas, sociais,  culturais e suas representações na produção da música  brasileira. A importância da música e da cultura brasileira nos processos relacionados à identidade nacional, mediação, multiculturalismo e re-significação cultural.

Textos para interpretar e pensar a canção brasileira (Tópicos Especiais em Processos Criativos I – MUD823). Prof. Alberto Pacheco. Sextas-feiras, 10:00 às 13:00, em formato remoto (10 vagas). Disciplina optativa para alunos matriculados nos cursos de Mestrado ou Doutorado do PPGM-UFRJ e alunos externos em regime especial em caso de disponibilidade de vagas – consulte a agenda no início da página. ➤ Este curso pretende trabalhar com textos que possam ajudar os alunos a desenvolver uma postura crítica e mais bem informada diante do cancioneiro brasileiro, o que contribui para o desenvolvimento de uma prática interpretativa autoral. Para isso, será realizada uma revisão bibliográfica panorâmica, mas bastante especializada, de textos referenciais na área, tanto os mais recentes e atualizados, quanto aqueles que se tornaram clássicos incontornáveis. Estão previstas reflexões sobre temas fulcrais na área como: os gêneros da canção e seus estilos interpretativos; o cantautor e os intérpretes da canção; a pronúncia do português brasileiro cantado e suas variantes geográficas, sociais e diacrônicas; o cancioneiro brasileiro no contexto internacional; o hibridismo e o transnacionalismo; o papel político das canções; os desafios interpretativos do cancioneiro do longo século XIX; o corpo do intérprete etc. Ao final, ficará evidente que um país multicultural como o Brasil oferece um cancioneiro com características, práticas e gêneros bastante variados, que é rico tanto de possibilidades quanto de desafios.

Análise Derivativa: teoria e aplicações (Tópicos Especiais em Processos Criativos IV – MUD827). Prof. Carlos Almada. Terças-feiras, 14:00 às 17:00, em formato remoto (10 vagas). Disciplina optativa para alunos matriculados nos cursos de Mestrado ou Doutorado do PPGM-UFRJ e alunos externos em regime especial em caso de disponibilidade de vagas – consulte a agenda no início da página. ➤ Descrição da estrutura corrente do Modelo de Análise Derivativa, envolvendo premissas, hipóteses, referências teóricas, conceitualização, terminologia, representações gráficas e ferramentas analíticas. O curso abordará o assunto organizado em três grandes seções: (1) Variação descontextualizada, como transformação de unidades básicas; (2) Variação em função do tempo, associada aos princípios schoenberguianos da Grundgestalt e variação progressiva; (3) Aplicações analíticas da teoria, examinando obras organicamente construídas. A avaliação se dará através de seminários referentes a textos associados à temática do curso e trabalhos analíticos comentados, formatados como artigo.

Música e Pensamento Poético (MUD 819). Prof. Antônio Jardim. Terças-feiras, 11:00 às 14:00, em formato remoto (10 vagas). Disciplina optativa para alunos matriculados nos cursos de Mestrado ou Doutorado do PPGM-UFRJ e alunos externos em regime especial em caso de disponibilidade de vagas – consulte a agenda no início da página. ➤ Estudo acerca dos modos de realização da produção da Música, desde sua dimensão ontológica, isto é, entendida desde o que a música é e de seus modos de presentificação, quer dizer, em sua dimensão como o ente que necessita ser. A música entendida como o que se faz produzido, o que é dito em grego (poiésis), isto é, o poético, a criação. A música como: 1) constituição de espaço-tempo próprios, para além do tempo cronológico e do espaço compreendido como extensão; 2) privilegiado modo de constituição da memória (do passado, do presente e do futuro), de concretude; 3) criação de tempo kairótico-eônico e como superação temporal das dimensões crônicas; 4) criação de espaço ontológico manifesto onticamente, isto é, como superação espacial das dimensões extensivas. Os eixos temáticos da disciplina são, sobretudo, música e memória, música e pensamento, música e linguagem, música e criação, música e sociedade, e música e história.

Modalismos funcionais (Tópicos Especiais em Processos Criativos III – MUD826). Prof. Pauxy Gentil-Nunes. Segundas-feiras, 17:00 às 20:00, em formato remoto (10 vagas). Disciplina optativa para alunos matriculados nos cursos de Mestrado ou Doutorado do PPGM-UFRJ e alunos externos em regime especial em caso de disponibilidade de vagas – consulte a agenda no início da página. ➤ Abordagem criativa de conceitos e ferramentas composicionais harmônicas e melódicas derivadas ou complementares ao estudo da textura dentro do escopo da Análise Particional. Serão abordadas as relações conceituais entre tonalismo, modalismo e serialismo, organização funcional de escalas cromáticas e diatônicas, modais, tonais e microtonais, incluindo modos naturais e sintéticos, a relação entre o Particionamento Melódico e a Análise Schenkeriana e a aplicação de técnicas específicas de composição relacionadas ao tema, como o Planejamento composicional no Quadro, Comportamentos Acordais, Desenvolvimento Fractal, Texturização por Operadores Booleanos e o Carrossel.