Inscrições em disciplinas 2021-2

Agenda

Período de inscrições em disciplinas para alunos matriculados de Mestrado e Doutorado (inscrição pelo SIGA): 11 a 21 de setembro de 2021.

Período de inscrições em disciplinas para alunos externos (online): 22 e 23 de setembro de 2021 → As disciplinas obrigatórias oferecidas para alunos externos terão apenas as suas cargas horárias aproveitadas, em eventuais equivalências de disciplinas; em caso de posterior ingresso no Programa, elas deverão ser cursadas novamente durante a vigência da matrícula oficial no curso. Acesse o formulário de inscrição de alunos externos em disciplinas de 2021-2 através do link: 🔗

Início das aulas: 27 de setembro de 2021.

Disciplinas

Metodologia da Pesquisa em Música (MUD781). Prof. Dr. João Miguel Freire. Terças-feiras, 14:00 às 17:00, em formato remoto (10 vagas). Disciplina obrigatória para os alunos do curso de Mestrado (todas as Áreas de Concentração); aberta a alunos externos em caso de disponibilidade de vagas (ver período de inscrição no início da página). → Discussão acerca dos aspectos metodológicos e da importância dos métodos de pesquisa para o trabalho acadêmico em Música, enfatizando as conexões entre o conhecimento técnico-profissional e os demais campos do conhecimento em Música. Abordagem da sistemática geral da pesquisa, focalizando a definição do objetivo/problema, da contextualização teórica e da elaboração de projetos de pesquisa. Revisão da literatura sobre técnicas de coleta de dados, sistematização, análise e apresentação de resultados.

Seminários de Educação Musical I (MUD731). Prof. Dr. Sérgio Alvares. Quartas-feiras, 14:00 às 17:00, em formato remoto (10 vagas). Disciplina obrigatória para os alunos do curso de Mestrado da Área de Concentração “Educação Musical” (Linha de Pesquisa “Música, Educação e Diversidade”); aberta a alunos externos em caso de disponibilidade de vagas (ver período de inscrição no início da página). → Revisão crítica de literatura da área da Educação Musical e de educação geral a ela correlata, evidenciando as principais tendências e correntes de pensamento das áreas em questão e as respectivas inter-relações.

Seminários de Musicologia I (MUD721). Prof. Dr. João Vicente Vidal. Sextas-feiras, 14:00 às 17:00, em formato remoto (10 vagas). Disciplina obrigatória para os alunos do curso de Mestrado da Área de Concentração “Musicologia” (Linhas de Pesquisa “Etnografia das Práticas Musicais” e “História e Documentação da Música Brasileira e Ibero-americana”); aberta a alunos externos em caso de disponibilidade de vagas (ver período de inscrição no início da página). → Introdução panorâmica às diversas subáreas da musicologia, separada ou conjuntamente, com apoio em bibliografia que contemple as principais linhas de investigação e seus autores exponenciais. Estudo teórico-conceitual da musicologia, desde as origens da disciplina até o pós-guerra, com base na leitura de textos representativos da musicologia internacional, em suas diversas correntes: alemã, francesa, italiana, inglesa e americana.

Seminários Avançados de Musicologia I (MUD801). Profa. Dra. Maria Alice Volpe. Quintas-feiras, 14:00 às 17:00, em formato remoto (10 vagas). Disciplina obrigatória para os alunos do curso de Doutorado da Área de Concentração “Musicologia” (Linhas de Pesquisa “Etnografia das Práticas Musicais” e “História e Documentação da Música Brasileira e Ibero-americana”); aberta a alunos externos em caso de disponibilidade de vagas (ver período de inscrição no início da página). → Mapeamento das questões críticas da pesquisa em Musicologia, com ênfase nas tendências recentes, refletindo sobre os problemas teórico-conceituais e metodológicos dos discursos sobre a música de diversas tradições. O debate privilegia autores e textos representativos de diversas abordagens da pesquisa na área, visando intensificar a interlocução entre questões históricas, antropológicas, sociológicas, teóricas, analíticas e críticas, evidenciando as principais tendências e correntes de pensamento das subáreas em questão e suas respectivas inter-relações.

Seminários de Processos Criativos I (MUD701). Profa. Dra. Paula da Matta, Prof. Dr. Pedro Bittencourt. Sextas-feiras, 13:00 às 16:00, em formato remoto (10 vagas). Disciplina obrigatória para os alunos do curso de Mestrado da Área de Concentração “Processos Criativos” (Linhas de Pesquisa “Poéticas da Criação Musical” e “Práticas Interpretativas e seus Processos Reflexivos”); aberta a alunos externos em caso de disponibilidade de vagas (ver período de inscrição no início da página). → Introdução panorâmica às diversas subáreas da pesquisa em composição musical e práticas interpretativas, com apoio em bibliografia que contemple as principais linhas de investigação e seus autores exponenciais, bem como os quadros teóricos e metodológicos da subárea.

Seminários Avançados em Processos Criativos I (MUD803). Prof. Dr. Marcos Nogueira, Profa. Dra. Midori Maeshiro. Quartas-feiras, 14:00 às 17:00, em formato remoto (10 vagas). Disciplina obrigatória para os alunos do curso de Doutorado da Área de Concentração “Processos Criativos” (Linhas de Pesquisa “Poéticas da Criação Musical” e “Práticas Interpretativas e seus Processos Reflexivos”); aberta a alunos externos em caso de disponibilidade de vagas (ver período de inscrição no início da página). → Mapeamento das questões críticas da pesquisa em Processos Criativos, com ênfase nas tendências recentes, refletindo sobre os problemas teórico-conceituais e metodológicos dos discursos sobre a música de diversas tradições. O debate privilegia autores e textos representativos de diversas abordagens da pesquisa em criação e performance musical, interpretação, escuta, sonologia e tecnologia musical, desde sua concepção, realização e recepção até sua tradução como produto audiovisual e bibliográfico de natureza científica.

Métrica, motivo e fraseologia: representações, discussões e análise (Tópicos Especiais em Educação Musical I – MUD 835). Prof. Dr. Fábio Adour. Segundas-feiras, 9:00 às 12:00, em formato remoto (10 vagas). Disciplina optativa para alunos dos cursos de Mestrado e Doutorado (todas as Áreas de Concentração); aberta a alunos externos em caso de disponibilidade de vagas (ver período de inscrição no início da página). → A disciplina parte da análise motívico-fraseológica, que consiste basicamente numa proposta de investigação que congrega seus dois termos constituintes. “Motívico” se refere a identificação e indexação das unidades musicais mais elementares, que geralmente se alinham ao conceito de compasso. “Fraseológica” remete à organização hierárquica desses motivos em semifrases, frases, períodos e, seguindo as “dimensões médias” propostas por LaRue (1989), parágrafo, seção, parte e movimento. Tendo em vista que grande maioria das manifestações populares urbanas não se ancora necessariamente na escrita musical, faz-se necessário perguntar como os músicos que passaram por educação informal (Folkestad, 2006), alicerçando sua formação primordialmente pela oralidade, registram mentalmente e transmitem suas composições. Amparando-se em autores como Lilliestam (1996), Johansson (2002) e Green (2002), é possível compreender que os artistas desse universo confeccionam mapas na memória (Snyder, 2001; Chaffin et al., 2002) que representam de modo bastante preciso aspectos como forma e harmonia: quais processos cognitivos estão por trás dessas estruturas mentais? Em que medida a conscientização desses processos auxilia propostas específicas de educação musical? A disciplina, por outro lado, não se limitará ao repertório vinculado à expressão “música popular”, pois essas representações e as discussões sobre métrica e fraseologia são aplicáveis a qualquer gênero, o que pode fornecer subsídios à interpretação e aos procedimentos de memorização necessários a toda performance musical.

Poética: música, mito e linguagem (Tópicos Especiais em Processos Criativos I – MUD823). Prof. Dr. Antônio Jardim. Terças-feiras, 11:00 às 14:00, em formato remoto (10 vagas). Disciplina optativa para alunos dos cursos de Mestrado e Doutorado (todas as Áreas de Concentração); aberta a alunos externos em caso de disponibilidade de vagas (ver período de inscrição no início da página). → A disciplina se propõe uma aproximação entre a dimensão poética (Ποιήσις) e música (Μουσική), mito (Μύθος) e linguagem (Λόγος). A música é aqui entendida como eixo fundamental das relações estabelecidas entre esses conceitos, em que essas aproximações são pensadas tomando-se em conta a música enquanto realização primordial da memória.

Os arcos musicais africanos no Brasil: história e organologia do berimbau (Tópicos Especiais em Musicologia I – MUD824). Profa. Dra. Andrea Adour e Josivaldo Pires de Oliveira (Pesquisador de Pós-Doutorado). Terças-feiras, 17:00 às 20:00, em formato remoto (10 vagas). Disciplina optativa para alunos dos cursos de Mestrado e Doutorado (todas as Áreas de Concentração); aberta a alunos externos em caso de disponibilidade de vagas (ver período de inscrição no início da página). → Este curso procura explorar o berimbau, um dos mais notórios instrumentos monocórdios de origem africana no Brasil. Procura contextualizar a dimensão histórica e etnomusicológica deste instrumento, procurando fazer com que os participantes do curso apreendam a dimensão afro-atlântica deste instrumento. As suas formas remotas nas culturas bantu da África Central e Austral. Sua experiência de travessia atlântica e sua presença nas culturas musicais brasileiras, com ênfase no conjunto orquestral da capoeira. Será ainda trabalhado seu processo de confecção, descrição física e sonoridade. O curso terá como público alunos da graduação e da pós-graduação da Escola de música e se articula com as ações do Grupo de Pesquisa Africanias e por conseguinte com a linha.

Música e tecnologia: interfaces da criação musical colaborativa (Tópicos Especiais em Processos Criativos II – MUD825). Prof. Dr. Pedro Bittencourt e Profa. Dra. Tatiana Catanzaro (UnB). Terças-feiras de 10:00 às 13:00, formato remoto (10 vagas). Disciplina optativa para alunos dos cursos de Mestrado e Doutorado (todas as Áreas de Concentração); aberta a alunos externos em caso de disponibilidade de vagas (ver período de inscrição no início da página). → Curso destinado ao estudo da criação e da performance musical colaborativa e suas interfaces nos séculos XX e XXI. Estão previstas palestras de professores-compositores e artistas convidados (Profa. Dra. Valéria Bonafé (USP), Profa. Dra. Cássia Carrascoza (USP), Prof. Dr. José Henrique Padovani (UFMG) e Prof. Dr. André Ribeiro (UnB)) que se dedicam à música e tecnologia. Na primeira parte, serão feitas reflexões sobre estruturas da criação e da performance musical, tendo como eixo principal a colaboração entre instrumentistas e compositores no contexto digital atual. Na segunda parte, serão comentadas diversas obras recentes e propostas musicais em andamento ligadas a grupos de pesquisa de diversas instituições de ensino superior brasileiras e estrangeiras. Em função dos inscritos, será proposto um mini-ateliê de música mista, com experiências sonoras que conjugam instrumentos acústicos com recursos eletrônicos e informáticos. Os recentes formatos remotos de produção e difusão musical em rede também serão estudados.

Modalismos funcionais: aplicações e desenvolvimento de projetos (Tópicos Especiais em Processos Criativos IV – MUD827). Prof. Dr. Pauxy Gentil-Nunes. Segundas-feiras de 17:00 às 20:00, formato remoto (10 vagas). Disciplina optativa para alunos dos cursos de Mestrado e Doutorado (todas as Áreas de Concentração); aberta a alunos externos em caso de disponibilidade de vagas (ver período de inscrição no início da página). → Abordagem criativa de conceitos e ferramentas composicionais harmônicas e melódicas derivadas ou complementares ao estudo da textura dentro do escopo da Análise Particional. Desenvolvimento de projetos criativos envolvendo abordagens particionais dos conceitos de tonalismo, modalismo e serialismo, organização funcional de escalas cromáticas e diatônicas, modais, tonais e microtonais, incluindo modos naturais e sintéticos, a relação entre o Particionamento Melódico e a Análise Schenkeriana e a aplicação de técnicas específicas de composição relacionadas ao tema, como o Planejamento composicional no Quadro, Comportamentos Acordais, Desenvolvimento Fractal, Texturização por Operadores Booleanos e o Carrossel. Serão abordadas também as técnicas de Modos Seriais, Diatonização e Séries de Alturas de Almeida Prado.