Interação entre análise e composição em projeto de pesquisa fundamentado nos princípios da variação progressiva e da Grundgestalt

Interação entre análise e composição em projeto de pesquisa fundamentado nos princípios da variação progressiva e da Grundgestalt 📄
Carlos Almada

Resumo: Este artigo discute um importante aspecto de um projeto de pesquisa em andamento, baseado nos princípios schoenberguianos de variação progressiva e Grundgestalt, a saber, a interação de suas duas principais ramificações, voltadas para estudos sistemáticos sob as perspectivas analítica e composicional. Iniciado com o objetivo de estabelecer de um modelo de análise de obras musicais construídas organicamente, a pesquisa produziu, além de diversos artigos publicados em periódicos e anais de eventos científicos (ALMADA, 2011a,b; 2012b; 2013a,b,g), um corpo conceitual, terminológico e de recursos gráficos que constituiu uma base para uma abordagem em sentido inverso, ou seja, voltada para a composição. Para tal propósito, foi criado o Sistema-Gr de composição musical (ALMADA, 2012a; 2013 c,d,e,f), adaptando os elementos  concebidos pelo modelo analítico para suas características e condições específicas. Além do desenvolvimento de uma série de ferramentas computacionais de auxílio à composição, a nova ramificação produziu novas concepções conceituais para a pesquisa, fundamentadas em referenciais teóricos extramusicais, realimentando o aperfeiçoamento do próprio modelo que lhe deu origem. O presente artigo sumariza os principais aspectos de ambas as abordagens e das várias reformulações sofridas, a partir de suas interações, destacando seus principais resultados.

Palavras-chave: Música organicamente construída. Variação progressiva. Grundgestalt. Interação entre análise e composição.