Grupo Laboratório de Etnomusicologia

O trabalho do Laboratório de Etnomusicologia tem repercutido através de publicações em livros e periódicos especializados nacionais e internacionais , co-edições fonográficas com entidades privadas no Brasil e em Portugal, da participação de seus pesquisadores e estudantes em eventos nacionais e internacionais, da participação de seus membros em associações científicas nacionais e internacionais e da coordenação de um grande evento internacional, o 36º Congresso Mundial do International Council for Traditional Musicl, órgão consultivo da UNESCO, no Forum de Ciência e Cultura da UFRJ, em 2001. Ressalte-se ainda, no decorrer do referido evento, a criação da Associação Brasileira de Etnomusicologia. Passaram também pelo Laboratório, como pesquisadores visitantes, os seguintes representantes de universidades do exterior. O Laboratório promove desde 2002 a série anual Música em Debate, com quatro mesas-redondas de temas da atualidade para a etnomusicologia. Desde 2003, contemplado pelo Edital Universal n°1 de 2002, o Laboratório vem desenvolvendo trabalho de formação de pesquisadores na Maré, área residencial do Rio de Janeiro, no intuito de mapear as práticas musicais locais, realizar registros e constituir um banco de dados em torno das mesmas, bem como realizar exposições públicas do trabalho de reflexão sobre elas realizado. Dois livros resultantes do trabalho do Laboratório são: Estudos de Folclore e Música Popular Urbana, de autoria de Guerra-Peixe, e organizado/editado por Samuel Araújo e equipe de bolsistas PIBIC-CNPq e IC Faperj, contemplado com recursos pelo Programa Pterobrás Cultural 2004, e publicado pelaed. da UFMG em 2007, e Música em debate; Perspectivas Interdisciplinares, reunindo artigos de palestrantes nacionais e internacionais no âmbito do evento anual Música em Debate entre 2002-2004, em coletânea organizada por Samuel Araújo, Gaspar Leal Paz e Vincenzo Cambria, e publicado pela Ed. Mauad em 2008.

Laboratório de Etnomusicologia no Diretório de Grupos de Pesquisa do CNPq