O processo criativo na Educação Musical na Diversidade: um estudo de caso com pessoas em sofrimento psíquico

O processo criativo na Educação Musical na Diversidade: um estudo de caso com pessoas em sofrimento psíquico 📄
Thelma Sydenstricker Alvares | Jeanine Bogaerts | João de Miranda Junior Gomes

Resumo: Esta pesquisa qualitativa discute o trabalho de educação musical realizado em um hospital psiquiátrico através de um estudo de caso. A educação musical na diversidade parte do pressuposto de que o ser humano possui uma natureza complexa que se manifesta de diferentes maneiras incluindo diferenças religiosas, culturais, de gênero, étnicas, sexuais, econômicas que podem levar o indivíduo, com ou sem necessidade especial, à situação de vulnerabilidade ou risco social. O grupo desenvolve um trabalho coletivo de criação que envolve música, teatro, dança e poesia. Assim como discutido por Paulo Freire, valorizamos a participação ativa do aluno defendendo que ele seja o sujeito de sua educação e não o objeto dela. Buscamos respaldo ainda, na teoria das representações sociais de Moscovici e no conceito de desinstitucionalização, fruto da Reforma Psiquiátrica, debatido por Venturine e Amarante.

Palavras-chave: Educação musical. Desinstitucionalização. Psiquiatria.