O uso e a escrita do glissando: trombone, idiomatismo e práticas culturais

O uso e a escrita do glissando: trombone, idiomatismo e práticas culturais 📄
Reginaldo Thimóteo | Antonio J. Augusto

Resumo: A análise de uma reflexão histórica sobre o uso e a escrita do glissando na prática do trombone, bem como sua presença na produção de compositores brasileiros, como Villa-Lobos, favorece o entendimento de que o glissando era uma prática comum fora do âmbito sacro, desde o estabelecimento do instrumento por volta da segunda metade do século XV. Já durante o século XIX, esse elemento passa paulatinamente a ser integrado como recurso de execução tanto no campo das práticas de conjunto como em peças solo. Desta maneira, ao tornar o seu uso cada vez mais frequente, o glissando se consolida como característica intrínseca e peculiar do instrumento.

Palavras-chave: Trombone. Glissando. Idiomatismo. Villa-Lobos.