Ordenação das referências

As referências dos documentos citados em um trabalho devem ser ordenadas de acordo com o sistema utilizado para citação no texto, conforme NBR 10520:

• Alfabético (ordem alfabética de entrada);
• Numérico (ordem de citação no texto).

As listas de referências, geralmente, obedecem ao sistema alfabético único de sobrenome, de autores ou títulos.

Sistema alfabético

Ao se optar pelo sistema alfabético, as referências devem ser reunidas no final do trabalho, do artigo ou do capítulo em uma única ordem alfabética. As chamadas no texto devem obedecer à forma adotada na referência (sistema autor-data) com relação à escolha da entrada mas não quanto à grafia, conforme NBR 10520.

Ex.

Para Fentress e Wickham (c1992, p. 112), “a subjetividade essencial da memória é a questão chave por onde começar”

Ou

“A subjetividade essencial da memória é a questão chave por onde começar” (FENTRESS; WICKHAM, c 1992, p. 112)

Mas na lista de referência

FENTRESS, James; WICKHAM, Chris. Memória social: novas perspectivas sobre o passado. Tradução de Telma Costa. Lisboa: Teorema, c1992.

Quando se tratar de listas referências e ocorrer coincidência de entrada, isto é, autor ou título, de dois ou mais documentos na mesma página, as entradas subsequentes podem ser substituída por traço sublinear (equivalente a seis espaços) e ponto.

Obs.: Este critério só se aplica quando a coincidência de autor for total.

Ex.:

FREYRE, Gilberto. Casa grande & senzala: formação da família brasileira sob o regime de economia patriarcal. Rio de Janeiro: J. Olympio, 1943. 2 v.

______. Sobrados e mocambos: decadência do patriarcado rural no Brasil. São Paulo: Ed. Nacional, 1936.

Quando, além do autor, também o título for repetido, na mesma página, este também pode ser substituído por traço sublinear (equivalente a seis espaços) e ponto, nas referências subsequentes.

Obs.: Este critério só se aplica quando a coincidência de autor for total.

Ex.:

FREYRE, Gilberto. Casa grande & senzala: formação da família brasileira sob o regime de economia patriarcal. Rio de Janeiro: J. Olympio, 1943. 2 v.

______. ______. 2. ed. …

______. Sobrados e mocambos: decadência do patriarcado rural no Brasil. São Paulo: Ed. Nacional, 1936.

Sistema numérico

Se for utilizado o sistema numérico no texto, a lista de referências, no final do trabalho, do capítulo ou da parte e deve seguir a mesma ordem numérica crescente que aparece no texto.

No corpo do trabalho:

“De acordo com as novas tendências da jurisprudência brasileira, é facultado ao magistrado decidir sobre a matéria”[1].

“Todos os índices coletados para região escolhida foram analisados minuciosamente”[2].

Na lista de referência:

[1] CRETALLA, JÚNIOR, José. Do impeachment no direito brasileiro. [São Paulo]: R. dos Tribunais, 1992. p. 107.

[2] BOLETIM ESTATÍSTICO [da] Rede Ferroviária Federal. Rio de Janeiro, 1965. p. 20.

Obs.: O sistema numérico não pode ser usado concomitantemente para as notas de referência e nas notas de rodapé.