Páginas ou referências da Internet

As referências de Internet devem seguir os mesmos critérios de uma referência física. Ou seja, priorizar as informações básicas de autoria, data e contexto e fornecer a possibilidade de acesso para o leitor. Os elementos básicos são:

[Sobrenome do autor], [prenome do autor]. [Título da página ou artigo]. [Tipo de página (sítio da Internet, nome de revista ou jornal, indicação de conferência ou congresso em caso de anais etc.)]. [Disponível em:] [Endereço da Internet, completo (com http)]. [Acesso em:] [data de acesso].

Na maioria dos casos, o editor da página é considerado o autor, a não ser quando há um texto com autoria explicitamente indicada. Em situações extremas, não se encontrando o nome de editor nem de autor, a entrada admite o referenciamento pelo título do sítio. De qualquer forma, é importante sempre verificar a credibilidade da fonte. Sítios sem assinatura podem ter credibilidade questionável. É evitado o uso de dicionários online para definição de conceitos específicos; essas obras são, normalmente, muito informais, e o fato de estarem publicadas na Internet por si só não garante a legitimidade das informações. 

No texto, a referência de Internet deve ser citada no sistema autor-data, ou seja, a partir do nome do autor com a data de publicação.

Exemplos:

LEECH-WILKINSON, Daniel. The changing sound of music: approaches to studying recorded musical performance. London: CHARM, 2009. Disponível em: http://www.charm.rhul.ac.uk/studies/chapters/chap1.html. Acesso em 02/07/2009.

PORTAL EDUCAÇÃO. Excel – para que serve e como usar? Sítio da Internet. Disponível em: http://www.portaleducacao.com.br/informatica/artigos/47980/excel-para-que-serve-e-como-usar>. Acesso em 3 de julho de 2013.