Relações entre acordes de sétima no cancioneiro de Antônio Carlos Jobim

Relações entre acordes de sétima no cancioneiro de Antônio Carlos Jobim 📄
Claudia Usai | João Penchel | Igor Chagas | Max Kühn

Resumo: Este artigo integra um projeto de pesquisa desenvolvido por um grupo de iniciação científica, destinado à análise estrutural em música popular. Especificamente, mapeia as relações harmônicas presentes no cancioneiro de Antônio Carlos Jobim (1927-1994) sob a perspectiva de princípios da Teoria Neorriemanniana (KOPP, 2002), reformulados em uma proposta teórica original voltada para gêneros de música popular denominado Sistema PK (ALMADA, 2017). São apresentados resultados analíticos das relações binárias entre acordes contidos nas canções das cinco fases composicionais delimitadas de acordo com o Cancioneiro Jobim (JOBIM, 2006). 

Palavras-chave: Antônio Carlos Jobim. Teoria Neorriemaniana. Sistema PK. Música popular brasileira.