Citações

Antes de se começar a escrita do trabalho científico, na etapa da pesquisa bibliográfica, deve-se ter o cuidado de transcrever indicações sobre as obras consultadas, para facilitar a normalização posterior.

Os dados indispensáveis (ABNT, 2002) a serem transcritos são:

Para livros:

  • autor e título (do capítulo e do livro);
  • edição;
  • local, editor e data (do livro);
  • página(s) mencionada(s).

Para artigos de revistas:

  • autor e título do artigo;
  • título da revista;
  • local de publicação;
  • nº do volume e do fascículo;
  • páginas do artigo (inicial e final);
  • data de publicação;
  • página(s) mencionada(s).

Citações

Citação é a “menção, no texto, de uma informação extraída de outra fonte”. (ABNT, 2002, p.1), podendo aparecer no texto ou nota de rodapé.

Elas podem ser de dois tipos:

  1. direta – transcrição textual de parte da obra do autor consultado (ABNT, 2002, p.1)
  2. indireta – texto baseado na obra consultada (ABNT, 2002, p.2);

Citação de citação – citação direta ou indireta de um texto em que não se teve acesso conhecido (ABNT, 2002, p.2).

Sistema de chamada

As citações devem ser indicadas no texto por um sistema numérico ou autor-data. Qualquer que seja a opção, esta deve ser utilizada em todo o trabalho, permitindo sua correlação na lista de referências ou em notas de rodapé.

Sistema numérico

As citações devem ter numeração única e consecutiva para todo trabalho, independente do capítulo ou parte. Não se inicia a numeração a cada página.

A indicação da numeração pode ser:

  • entre parênteses – “Outros devem ter se deliciado;” (3)
  • um pouco acima do texto – “Outros devem ter se deliciado.” ³

Obs.: A pontuação só vem dentro das aspas quando faz parte da citação.

Sistema autor-data

A indicação é feita pelo sobrenome do autor ou pela instituição responsável ou, ainda, pelo título de entrada, seguido da data de publicação do documento, separados por vírgula e entre parênteses.

Ex.: “A leitura diante da tela é geralmente descontínua” (CHARTIER, 2002, p.23)

Regras gerais

a) Nas citações, as chamadas pelo sobrenome do autor, pela instituição responsável pela obra ou pelo título, quando incluídos na sentença, podem vir em letras iniciais maiúsculas e o restante em minúscula. Quando estes elementos vierem entre parênteses, devem estar em letra maiúscula.

Ex.: Segundo Chartier (2002, p. 23),“a leitura diante da tela é geralmente descontínua […]”

“A leitura diante da tela é geralmente descontínua” (CHARTIER, 2002, p.23)

Barbosa e outros (2008, p. 43) afirmam que as memórias, individual e coletiva, sempre se fazem em algum lugar que lhes imprime uma referência.

ou

As memórias, individual e coletiva, sempre se fazem em algum lugar que lhes
imprime uma referência (BARBOSA et al, 2008, p.43).

Em caso de 2 ou 3 autores

Barbosa, Paula e Oliveira (2008, p.43) afirmam….

ou

Ou As memórias, individual e coletiva, sempre se fazem em algum lugar que lhes imprime uma referência (BARBOSA; PAULA; OLIVEIRA, 2008, p.43)34

b) Quando houver autores com o mesmo sobrenome e data da obra coincidindo, acrescentam-se as iniciais de seus prenomes; se mesmo assim persistir a coincidência, coloca-se o prenome por extenso;

Ex.: (BRAGA, O, 1966) MAS (BRAGA, Orlando, 1987) (BRAGA, O, 1966) (BRAGA, Osvaldo, 1987)

c) Quando ocorrer citações de um mesmo autor em documentos diferentes e publicados no mesmo ano, as obras são distinguidas pelo acréscimo de letras minúsculas após a data e sem espacejamento;

Ex.: (CARVALHO, 1999a); (CARVALHO, 1999b)

d) as citações indiretas de diversos documentos de um mesmo autor, publicados
em anos diferentes, mencionados simultaneamente, têm suas datas separadas por vírgulas;

Ex.: (FOUCAULT, 1986, 1993, 1996)

e) as citações indiretas de diversos documentos de vários autores, mencionados simultaneamente devem ser separadas por ponto e vírgula;

Ex.: (DERRIDA, 1980; GUATRRI, 1986; DELEUSE, 1983)

f) as citações diretas, no texto de até três linhas, devem estar entre aspas duplas. As aspas simples são utilizadas para indicar citação no interior da citação;
Ex.: “Talvez achassem que estavam participando de uma atividade do tipo ‘brincando de fazer rádio’[…]” (WERNECK, 2002, p. 87)

g) as citações diretas com mais de 3 linhas devem ser destacadas com recuo de 4 cm da margem esquerda, com letra menor que a utilizada no texto e sem aspas e em espaço simples. No caso de documento datilografado deve-se observar apenas o recuo;

Ex.: O novo pacto acima mencionado deverá buscar, nos valores da ciência e de sua história, na concepção solidária entre os povos e na dignidade humana, princípios que deveremos contrapor às estreitas fronteiras que os interesses econômicos, hoje predominantes, tentam impor à livre circulação do conhecimento. (CANDOTTI, 2002, p. 21)

h) Especificar, no texto, a(s) página(s) e, se houver, o(s) volume(s) ou a(s) seção(ões) da fonte consultada nas citações diretas. A ordem que deve ser seguida é: autor, data, volume ou seção, página separados por vírgulas e precedidos de suas designações de forma abreviadas, de acordo com a norma NBR 10522. Nas citações indiretas, a indicação da(s) páginas(s)consultada(s) é opcional;

i) Indicação de:

  • interpolações, acréscimo ou comentário – entre colchetes [ ];
  • supressões – reticências entre colchetes […]
  • ênfase ou destaque – grifo, negrito ou itálico.
  • dados obtidos por informação oral (palestras, debates, comunicações etc) –
    indicar entre parênteses (informação verbal) , mencionando-se os dados obtidos, somente em nota de rodapé.
  • trabalhos em fase de elaboração – mencionar o fato entre parênteses (em
    fase de elaboração), indicando-se os dados disponíveis em nota de rodapé.
  • ênfase em trechos da citação – destaca-se indicando esta alteração com a expressão grifo nosso entre parênteses, após a chamada da citação.

Ex.: […] “A outra foi a consciência de que a divulgação é uma forma de
satisfação à sociedade, que, com seus impostos, financia a pesquisa.
(CAPAZOLI, 2002, p. 129, grifo nosso).

Se o destaque for do autor, usa-se a expressão grifo do autor, transcrita da
mesma forma.

  • tradução da citação feita pelo autor – deve-se incluir, após a chamada da
    citação, a expressão tradução nossa.
    Ex. Memória e História estão longe de ser sinônimo (NORA, 1989, p. 7,
    tradução nossa)