Paulo Sá

Paulo SáProfessor colaborador

Doutor em Música (2005) na área de Práticas Interpretativas, e Mestre em Musicologia (1999). Professor Associado do Departamento 03 – Arco e Cordas Dedilhadas (Bacharelado em Música, Habilitação em Bandolim); Professor Colaborador do PPGM-UFRJ e Professor Permanente do PROMUS.  Faz parte do projeto de pesquisa e extensão Música Brasileira para Cordas Dedilhadas: Produção, Pesquisa e Interpretação, juntamente com os demais docentes integrantes da Camerata Dedilhada da UFRJ. Dedica-se à pesquisa da performance e práticas interpretativas, tendo como foco principal a música brasileira para cordas dedilhadas. Entre 2004 e 2009 escreveu diversos artigos sobre o bandolim no Brasil para a revista norte-americana Mandolin Quarterly e em 2010 publicou pela MelBay, em parceria com a professora Marilynn Mair (Roger Williams University) o método Brazilian Choro for Mandolin – Choro Brasileiro para Bandolim, em inglês e português. Foi professor convidado da Malmö Academy of Music (Suécia, 2016) e do Conservatorio di Milano (Itália, 2013). Entre outubro de 2005 e fevereiro de 2006 realizou uma série de concertos e palestras sobre Choro em universidades norte-americanas, dentre elas, Berklee College of Music, University of Massachusetts-Darthmouth, Brown University, Cornell University e University of Oregon. Com o violonista Fábio Nin, produziu em 2010 a série musical Naquela Mesa em Tempos Modernos, uma homenagem a Jacob do Bandolim, tendo como convidados o trompetista Silvério Pontes, o gaitista Gabriel Grossi, o pianista Vitor Gonçalves, o violinista Nicolas Krassic e o percussionista Beto Cazes. No mesmo ano escreveu e dirigiu o espetáculo Afinidades Musicais: Choros e Fados, no Centro Cultural Correios no Rio de Janeiro. Apresentou-se com a Orquestra Sinfônica Brasileira, Orquestra do Teatro Municipal do Rio de Janeiro, Petrobras Sinfônica e Mount Hood Orchestra (Estados Unidos). Discograficamente destacam-se CDs gravados com a Orquestra de Cordas Brasileiras, Rio Trio (lançado no Brasil e nos Estados Unidos), Camerata Brasil (lançado em 20 países pela EMI-Classics) e o CD autoral Paulo Sá Quarteto, lançado nos Estados Unidos pelo selo 2nd String.  Dedica-se atualmente ao Duo Barroqueando (bandolim e viola de dez cordas).