Samuel Araújo

Samuel 02Professor permanente / Substituto eventual da Coordenação da Linha


Professor titular da Escola de Música da Universidade Federal do Rio de Janeiro, onde coordena o Laboratório de Etnomusicologia. Tem publicado artigos e resenhas em periódicos acadêmicos, livros e enciclopédias do Brasil e do exterior e, como organizador, as coletâneas Yearbook for Traditional Music Nº 34 (Universidade de Los Angeles, 2002), Estudos de folclore e música popular urbana, com artigos de Guerra-Peixe (Ed. da UFMG, 2007), e Música em debate; perspectivas interdisciplinares (MauadX Ed., 2008). Foi membro da Comissão Executiva do International Council for Traditional Music (ICTM, 2010-2017). Coordena, desde 2003, projetos de pesquisa em colaboração com entidades não-governamentais entre moradores de áreas favelizadas do Rio de Janeiro (Maré, Formiga e Salgueiro), formando grupos de pesquisa entre seus residentes, e difundindo seus resultados em produtos de autoria coletiva nos meios acadêmico e extra-acadêmico. Músico atuante, é co-fundador do grupo Tira o Dedo do Pudim e do grêmio carnavalesco Rancho Flor do Sereno, e exerceu a Coordenação de Música da Secretaria Municipal de Cultura do Rio de Janeiro.

Produções 2018

Bibliográfica

  1. Publicação do capítulo “From Neutrality to Praxis; The Shifting Politics of Applied Ethnomusicology in the Contemporary World”, no livro Ethnomusicology: A Contemporary Reader, Volume II, âmbito internacional, vínculo temático ao projeto “Música, interesse público e justiça social”.

Técnica

  1. Apresentação da conferência “A Construção Dialógica do Conhecimento Musical”, III Colóquio Amazônico de Etnomusicologia UFPA/UEPA, âmbito regional, vínculo conceitual ao projeto “Música, interesse público e justiça social”.
  2. Apresentação da conferência “Diversidade Humana, Pluralidade Cultural e Práxis Sonora: os fazeres curriculares nos espaços de educação”, II Seminário Nacional do FLADEM-Brasil, âmbito nacional, vínculo temático ao projeto “Música, interesse público e justiça social”.
  3. Apresentação da conferência “Oír sin escuchar? Desafíos a una praxis sonora en la escena agonística del tardo-capitalismo”, XV Congresso da Sociedade Ibérica de Etnomusicologia/X Congresso da IASPM-Espanha/II Congresso do ICTM-Espanha, âmbito internacional, vínculo conceitual ao projeto “Música, interesse público e justiça social”.
  4. Apresentação da conferência “Sonoridades, escutas e modos de coexistência na América Latina e no Caribe; perspectivas críticas sobre um campo interdisciplinar”, Simpósio Música, Sonido, Danza y Movimiento en América Latina y El Caribe, Universidad de la Republica, âmbito internacional, vínculo temático ao projeto “Música, interesse público e justiça social”.
  5. Participação como docente do curso de curta duração “Música, Política, Democracia e Pesquisa-ação Participativa”, UFRJ, âmbito local, vínculo temático ao projeto “Música, interesse público e justiça social”.