A UFRJ, Escola de Música da UFRJ, PPGM-UFRJ e Grupo MusMat receberam, no último dia 03 de agosto, o compositor e violonista Arthur Kampela, que ofereceu uma impressionante e envolvente palestra a alunos e professores. O PPGM-UFRJ agradece a disponibilidade  e generosidade de Kampela, um dos mais importantes compositores brasileiros atuais.

ARTHUR KAMPELA – Conferência
“Timbre, Ergonomia e Modulação-Micrométrica: uma perspectiva Composicional”
Quarta-feira, 03 de agosto de 2016 – 16:00
Escola de Música da UFRJ – Prédio III
Edifício Ventura – Av. República do Chile, 330, Torre Leste
21o. Andar – Torre Leste – Sala 2102

(atenção: é vedada a entrada no edifício de visitantes trajando bermuda e/ou chinelos)

A música do compositor e violonista Arthur Kampela pode ser entendida enquanto intercessão entre aspectos ergonômicos ou físicos da manipulação instrumental e o desenvolvimento estrutural da composição. Sua música se forma exatamente na confrontação entre paradigmas rítmicos complexos como a modulação-micrométrica e técnicas-estendidas, provocando um delicado artesanato timbrístico e formal/conceitual. Exemplos disto podem ser notados em peças como: “Exoskeleton,” onde o violonista toca uma viola de orquestra como um violão; em “Motets” o duo de violonistas inicia com a guitarra invertida (a madeira de fundo para o público) tocando-a persuasivamente; em “Uma Faca Só Lâmina” para quarteto, “Antropofagia,” para guitarra elétrica e ensemble, como em sua peça “…B…” para dez instrumentistas, video e sons eletrônicos, faz-se uso de um ‘músico virtual’ (“…B…”), assim como de técnicas-estendidas e das modulações-micrométricas que promovem uma percepção completamente nova da funcionalidade rítmica; “Probe” para 3 vozes e 2 clarinetes contrabaixos feita para o Neuevocalsolisten, tenciona re-apresentar musicalmente uma situação de ensaio num  constante “ ritornello”  sonico-teatral como ponto de partida da composição. Tais aspectos trazem à obra de Kampela uma elegância tímbrica e uma aura sônica que ressoa e traduz de certa maneira nossa contemporaneidade e urgências criativas.

Arthur Kampela é compositor, violonista e cantor. Doutor em Composição pela Universidade de Columbia no EUA, é Ganhador do Prêmio Guggenhaiem de Composição (EUA, 2014). Foi artista em residência do DAAD Alemão (2012-13). Ganhou duas das mais importantes competições de composição para o violão na America do Sul: Prêmio “Rodrigo Riera”, na Venezuela e “Lamarque-Pons” no Uruguay. Recebeu ainda outros prêmios importantes nos EUA como o da Koussevitzky Foundation e o da Fromm Music Foundation de Harvard, ambos de composição.

Considerado por muitos um dos mais proeminentes compositores para o violão contemporâneo, Kampela vem ainda se apresentando com sua “new music band” na Europa EUA e Brasil. Assina um repertório que mistura canções recentes de estilo “avant-bossa” à sambas atonais, colagens, e pop-operas (ainda de seu LP “Epopéia e Graça…” lançado em 1988 no Rio de Janeiro).

Alguns projetos recentes: Projeto Smetak para o Ensemble Modern/DAAD (2016), Probe 3 vozes femininas e 3 clarinetes-contrabaixos para o Neuevocalsolisten (2015); Das Tripas Coração, para 2 pianistas e 2 percussionistas, Maerzmusik (2014), Migro para 1 violonista e 5 ensembles móveis (2013), Collegium Novum Zurich; “…B…” para 10  instrumentistas, video e sons eletrônicos, Linea Ensemble de Strasbourg (Darmstadt 2012/Ultraschall 2013); Uma Faca Só Lâmina (1998) para o Momenta Quartet (Americas Society, 2013); Motets para o duo de violão Oh Mensch (2011); MACUNAÍMA para a Filarmônica de New York (2009); Antropofagia para guitarra elétrica e ensemble ISCM, Stuttgart 2006 / Ultraschall, Berlin, 2013.

Estudou preeminentemente com Hans-Joachim Koelreutter, Brian Ferneyhough, Ursula Mamlok, Fred Lerdahl, Mário Davidowski, Rodolfo Caesar e Ricardo Tacuchian. Suas músicas  tem sido apresentadas nos mais importantes espaços culturais no mundo hoje. Vem também expondo suas idîeas teóricas sobre a Modulação Micro-Métrica em importantes centros (IRCAM, Harvard, UdK Berlin, Leipzig Escola superior “Mendelssohn Bartholdi,” etc.)

Escrito por grupomusmat

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s